sábado, 16 de abril de 2016

Major Sales leva a melhor nos pênaltis e é CAMPEÃO!!!

A equipe de Major Sales conquistou pela primeira vez em Tenente Ananias o título da Copa Janduir Diniz, depois de empatar sem gols no tempo normal com a equipe do Brejo dos Santos, e vencer por 4 x 3 nas penalidades.

Repetindo a final do ano passado pela Copa Primo Fernandes, Brejo dos Santos e Major Sales se enfrentaram neste domingo em duelo de muito equilíbrio.

E assim como aconteceu naquela oportunidade, o goleiro  Weynner novamente não veio a campo, dessa vez doente com a febre chikugunya, em seu lugar, Rivelino, além dele também não pode contar com o meia Wiler, mas em compensação teve a presença de Vinicius.

Pelo lado major salense, o time veio praticamente completo, mas mais uma vez não teve Arthur no ataque, o atleta está lesionado e só jogou uma partida pela equipe.

As duas equipes começam o jogo se respeitando muito, a primeira decida ao ataque é feita pela equipe paraibana, o cruzamento feito na área, mas a cabeceada de Veibinho vai para fora, sem perigo algum para o goleiro Flávio.

 
O time de Major Sales responde aos 12, Devid chuta forte de fora da área, mas a bola passa longe do gol de Rivelino, que só observa.

O time do Brejo toca bem a bola, mas não tem muita objetividade, já Major Sales sai nos contra-golpes, e aos poucos leva a bola a área paraibana.

Aos 14, Adinho cruza na área, e Rodrigo cabeceia pra fora.

O time do Brejo com seu bom toque de bola, chega numa triangulação, Dalone toca para Petrônio que chuta, a bola desvia na defesa e sai pela linha de fundo.

Aos 20, lance de perigo oferecido pela equipe de Major Sales, David chuta de longe, a bola desvia na zaga e sobra para Jarry, só que o atacante estava completamente impedido.

Dois minutos depois, é a vez de Vinicius chegar chutando forte para o Brejo, mas Flávio bem colocado segura a bola.

Aos 25, o lance de maior perigo no jogo até então, a bola sobra para Adinho que chega chutando de primeira, e ela passa muito perto, o goleiro Rivelino ficou só olhando ela passar.

Aos 28, mais um ataque da equipe potiguar, Alexandre cruza da direita, Jerry escora para Adinho que bate, e o goleiro  Rivelino segura firme.

O jogador Rodrigo, tentou mais uma vez para o time de Major Sales, aos 30, mas a bola passou longe da meta de Rivelino.

A partida continuou sem oportunidades claras de gols, e o primeiro tempo acabou mesmo com o placar zerado.

Na volta para o segundo tempo, o jogo volta mais corrido, e a equipe de Major Sales chega ao ataque no primeiro minuto de bola rolando, mas a arbitragem marca impedimento.

O time potiguar investiu novamente aos 07, mas o zagueiro Bruno afasta de cabeça.

Aos 08, um lance de muito perigo na área da equipe paraibana, David cruza, Adinho escora de cabeça e o goleiro Rivelino faz uma grande defesa, no rebote, Adinho novamente, dessa vez de voleio, mas ela vai para fora.

O time de Brejo dos Santos não conseguia chegar ao ataque na segunda etapa, o Major Sales estava pressionando,o técnico Jailson faz mudança, tira Petrônio e coloca Lândio no seu lugar.

Aos 12, Vinícius em fim chuta uma bola para o gol, Flávio bem colocado pega sem problemas.

Aos 14, a equipe de Major Sales faz uma mudança que não trás boas recordações ao time paraibano, saca Jerry e coloca Salinho, o mesmo que marcou os dois últimos gols na final da CPF.

Aos 15, há um tumulto no meio do campo, mas nada que atrapalhe o espetáculo, o árbitro Francisco chega e acaba a pequena confusão.

As duas equipes começam a dar sinais visíveis de cansaço, principalmente o Brejo, que dava uma recuada.

O lateral Cotinga tenta aos 24, mas a bola passa longe do gol, não era uma tarde de boas pontarias no estádio Wilson Rocha, os goleiros mais observavam do que trabalhavam na partida.

Aos 25, o lateral Eduardo cruza na área, Veibinho desvia de cabeça, mas Flávio pega com facilidade.

Dois minutos depois, Yuk que acabara de entrar, chuta de longe, o goleiro Rivelino bate roupa, mas não aparece ninguém para pegar o rebote e ele se recupera e fica com a bola.

A melhor chance para a equipe paraibana acontece aos 30, depois da cobrança de escanteio, o goleiro Flávio sai mau, a bola sobra para Jandilson que cabeceia na rede pelo lado de fora.

O jogo continuava, mas sem perigo de gol, em um lance, o atacante Lândio vai até a linha de fundo, sozinho contra toda a defesa de Major Sales, o restante do time não acompanhou o lance, mais uma demostração de cansaço dos jogadores.

Fim de jogo, agora pela segunda vez a CJD, é decidida nas penalidades.

A primeira cobrança é feita pela equipe de Brejo dos Santos, Bruno cobra e abre a contagem, 1 x 0 para o brejo.

Adinho o camisa 10, bate por cima do gol., 1 x 0, Brejo

Eduardo também deixa o seu, 2 x 0 para a equipe paraibana.

Ywuki cobra e faz, 2 x 1.


Lãndio cobra e faz 3 x 1 para o Brejo.

Salinho empata para Major Sales, 3 x 2.

Jandilson cobra e o goleiro Flávio defende, 3 x 2, e a equipe do Brejo perde a vantagem.

Dorin que havia perdido na semifinal, dessa vez não perdoa, 3 x 3 para Major Sales.


Miguel é o responsável pela quinta cobrança da equipe paraibana, ele bate e a bola vai pra fora. Continua 3 x 3

A vantagem naquele momento passa a ser da equipe de Major Sales, Flávio tem a grande chance de dar o título ao time potiguar, e ele não perdoa, 4 x 3, Major Sales campeão.

Foi a primeira vez que a equipe conquistou o título, depois de três participações, e foi a primeira vez que equipes de estados diferentes fizeram a final, aumentando a a vantagem das equipes potiguares sobre as paraibanas, 3 x 1. (São Vicente, TAMEC e Brejo dos Santos para o RN, e Lastro para PB).

O prefeito Dr Thales Fernandes presente no estádio, entrou em campo e comemorou com a conquista com os jogadores, aliás, a torcida de major Sales deu um show nas arquibancadas.

Após o jogo, hoje a entrega de premiação, com medalhas e troféus, além da quantia de R$ 3.000,00 (Três mil reais) para o campeão e R$ 2.000,00 (Dois mil) para o vice.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Publicidade